vitor
Boteco Musical Cast #2 – Vitor Rocha
25 de setembro de 2018
banner logo ODDM
“O Dia dos Musicais” chega à 3ª edição em SP com nova programação
17 de outubro de 2018
greatcomet2

“Quero assistir o Cometão, qual lugar compro?” Essa é uma das perguntas mais frequentes que temos recebido em relação ao espetáculo “Natasha, Pierre e o Grande Cometa de 1812”, vulgo “Cometão”. O musical acontece no 033 Rooftop, em um espaço especialmente criado para o espetáculo, e seu mapa de assentos (formado por mesas e balcões) é muito diferente do palco italiano e até mesmo do palco de arena encontrados em teatros convencionais. O palco é composto de passarelas e pequenos palcos laterais que são usados pra contar essa maravilhosa história baseada no livro Guerra e Paz de Liev Tolstói.

Primeiramente, nas palavras do próprio diretor do espetáculo Zé Henrique de Paula, qualquer lugar do 033 Rooftop é um bom lugar para se sentar. A diferença é que, dependendo de onde estiver, você verá algumas cenas mais próximas e com mais detalhes, outras mais distantes ou ainda algumas cenas mais imersivas, mas todos os lugares são bons já que o espetáculo foi concebido para ser visto de todos os ângulos. Até o momento, nós da equipe já assistimos ao musical mais de cinco vezes, pudemos sentar em alguns pontos diferentes e temos uma opinião formada: o balcão é melhor do que as mesas (sem falar que são lugares mais econômicos). Ao contrário de outros espaços, em que balcão descreve uma plateia elevada, em “O Grande Cometa” o que é chamado de balcão são as beiradas do palco, que funcionam como um balcão de bar. Para quem vai para a experiência gastronômica e/ou com um grupo de amigos, sem dúvidas a mesa será melhor, por ser mais confortável para comer e beber. Mas se você estiver indo sozinho ou com um acompanhante e vão apenas para assistir ao show, recomendamos o balcão, até porque, além de ser o lugar mais barato da casa, fica colado no palco.

Para continuar acompanhando o artigo, recomendamos abrir o site do Ingresso Rápido AQUI para dar uma olhada na disposição das mesas e dos balcões, assim fica mais fácil visualizar o palco.

Para entender um pouco o que fica no palco, numeramos e descrevemos abaixo:

cometão_limpo_numerado

  1. Escritório do Pierre. Também é onde fica o piano, baixo, acordeom, violão e a maravilhosa maestrina Fernanda Maia.
  2. Instrumentos de sopro
  3. Instrumentos de corda
  4. Mesa de som
  5. Bateria
  6. Casa da Marya D (onde muitas cenas acontecem, tanto no primeiro quanto no segundo ato)
  7. Casa do Bolkonsky (no começo do primeiro ato temos muitas cenas aqui)

Agora vamos tentar falar um pouco mais sobre quais cenas são melhores de assistir de algumas mesas e alguns balcões e a visão (direta do palco central) que cada um dos lugares proporciona.

Balcão 7 lado B3

cometa_balcao7

Um dos melhores balcões. Você fica em frente ao escritório do Pierre, onde ele passa a maior parte do espetáculo, além de ficar em frente a todos os números que acontecem no palco circular, como “Pierre”, “Natasha e os Bolkonsky”, “A Ópera” “O Duelo”, “Preparativos” e “Balaga”. Ainda pode ter a chance de interagir com Helene ou Anatol.

Balcão 32 lado B2

cometa_balcao34

Exatamente do outro lado do Balcão 7 lado B3. Também tem uma boa visão para todas as cenas centrais citadas anteriormente e a vantagem de conseguir ver bem de pertinho o trabalho de regência de Fernanda Maia e a pequena participação que ela faz.

Balcão 15 lado B1

cometa_balcao14

Um dos nossos lugares preferidos no balcão. Fica longe de cenas que acontecem na casa da Marya D e do Bolkonsky, mas tem um bom panorama geral. Também é um lugar de onde você consegue ver os atores subindo no palco pela lateral. É um dos lugares onde Pierre canta “Pó e Cinzas” e um ótimo lugar para conferir a cena “Balaga”.

Balcão 20 lado B1

cometa_balcao20_b1

Praticamente do lado do lugar 15 que descrevemos anteriormente. Só que aqui você fica bem ao lado da escada de acesso ao palco principal.

Balcão 20 lado B2

cometa_balcao20_b2

Aqui nesse balcão você já fica logo em frente à cena inicial de Andrey lutando na guerra. Cenas como “Natasha e Anatol” e “Natasha e os Bolkonsky” acontecem aqui. Geralmente o incrível coro do espetáculo fica nesse palco, como na cena de “Ache Anatol”. Natasha também assiste à cena de “A Ópera” desse palco. Esse lado do balcão é ótimo porque fica perto da casa da Marya D, onde tanto no primeiro quanto no segundo ato muitas cenas acontecem. É uma forma de ver bem de perto o excelente trabalho de Nábia Villela como Marya D.

Mesa 318

cometa_mesa_318

Essa é uma das mesas em que parte dos assentos é formada por um sofá vermelho. É um lugar bem próximo da cena “A Vida Íntima e Particular da Mansão”. Sentando nessa área, você é alvo fácil para virar a “puta” do velho Bolkonsky. Tem uma ótima visão geral do teatro e fica bem no meio de várias interações quando os atores descem do palco.

Mesa 102

cometa_mesa102

É a mesa mais distante de todas. Mesmo assim, tem uma visão privilegiada porque é possível ver o espetáculo como um todo, sem precisar ficar se virando muito nas cadeiras para observar cenas que acontecem ao redor, como acontece em outros lugares do espaço. Fica bem longe de cenas que acontecem nas casas da Marya D e do Bolkonsky e também tem pouca interação, mas para quem quer assistir de uma forma mais tranquila e se distanciar um pouco da imersão, essa é a melhor pedida!

Mesa 207

cometa_mesa207

Outro mesa com sofá confortável e visão privilegiada. Bem ao lado de onde acontece um dos solos mais lindos, “Sonya Sozinha”. Também é aqui que acontece a cena “Natasha e Anatol” e fica bem próximo das interações de cenas como “Balaga” e de Pierre na cena “O Grande Cometa de 1812”.

Mesa 219

cometa_mesa219

Esse lugar é privilegiado da mesma forma que mencionamos na descrição do Balcão 20 lado B2. Mas nessa mesa, como você não está tão encostado no palco, não vai precisar ficar olhando muito para cima para observar as cenas. Aqui também é um ótimo lugar para ver a espetacular cena “Charmanté”.

Mesa 310

cometa_mesa308

Dessa mesa você consegue ter uma boa visão de todos os palcos, sem precisar ficar se virando tanto na cadeira para ver as cenas. Os atores passam bastante por essa mesa, pois é caminho da escada lateral para o palco principal.

Mesa 214

cometa_mesa2014

Um ótimo lugar para quem quer ficar ainda próximo do palco e ter uma visão geral, principalmente de “Balaga” que acontece em todos os cantos do espaço, mas nessa mesa você terá uma visão privilegiada da cena.

Mesa 323

cometa_mesa323

Nessa mesa, a chance de interação na cena “Cartas” é quase garantida. Tem visão privilegiada de cenas do coro que acontecem logo em frente e também das cenas na casa do Bolkonsky. Outro lugar ótimo para ver o final da cena “Charmanté”.

A maioria das cenas acontece pelo palco todo, então não dá para descrever exatamente onde ficam muitas delas. Alguns exemplos de cenas que ocorrem em todos os lugares são “Prólogo”, “A Ópera”, “O Duelo”, “O Baile”, “Balaga” e “O Rapto”. O que recomendamos é assistir ao espetáculo mais de uma vez e sentar num lugar oposto de onde você esteve da primeira vez, para conseguir ver o espetáculo de outro ângulo e observar cenas que você não tinha observado tão bem da primeira vez. Para pessoas que estiverem indo pela primeira vez, recomendamos muito dar uma boa lida no programa da peça que é gratuito. Lá eles explicam um pouco dos personagens e fazem um resumo dos dois atos. Como o próprio espetáculo fala, “é um romance muito complicado, com muitos nomes pra decorar”, não fique com vergonha de não pegar todos os detalhes de primeira. Sem dúvidas, “Natasha, Pierre e O Grande Cometa de 1812” é uma experiência que todos deveriam ter. Então escolham o seu lugar e curtam esse musical incrível!